Destaque

LCI ou Tesouro Direto

  • 5 minutos
  • 10
  • sem comentários.

5 meses atrás

POR: Kleber Stumpf

LCI ou Tesouro Direto, qual é mais rentável?

Muitos investidores morrem de medo do imposto de renda não é mesmo? Por esse motivo os investimentos isentos de imposto de renda costumam ser muito atrativos. Mas hoje vou lhe ajudar a descobrir o que é melhor, LCI ou Tesouro Direto?

Dentre os investimentos isentos de imposto de renda, existem alguns com boas rentabilidades como LCI e outros nem tão atrativos, como a famosa caderneta de poupança.

Temos hoje no Brasil, seis tipos de investimentos que são isentos de imposto de renda. De forma totalmente isenta temos quatro. São eles:

  • Caderneta de Poupança;
  • LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito Agrário);
  • CRI (Crédito de Recebíveis Imobiliários) e CRA (Crédito de Recebíveis do Agronegócio);
  • Debêntures Incentivadas ou Fundos de Investimento em Debêntures Incentivadas;

Caderneta de Poupança

LCI ou Tesouro Direto
LCI ou Tesouro Direto

A caderneta de poupança é o investimento mais tradicional aos brasileiros. Via de regra, é aqui que começa a “carreira” de investidor da grande maioria. A atratividade da poupança é justificável de certa forma pela sua simplicidade e facilidade de se abrir uma conta poupança.

Este tradicional investimento é remunerado em 0,5% ao mês, enquanto a taxa Selic Meta for superior a 8,5%. Ou, 70% da meta da taxa Selic ao ano, mensalizada vigente na data de início do período de rendimento, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for igual ou inferior a 8,5% e, como mencionei anteriormente este rendimento é isento de imposto de renda.

LCI e LCA

Quando você investe em uma LCI ou LCA você passa o seu dinheiro para que o banco emissor do título conceda empréstimos para o ramo agrário ou imobiliário. Este tipo de investimento é bem semelhante ao CDB por exemplo. A grande diferença é que são isentos de imposto de renda.

Esta modalidade de investimentos é super atrativa quando encontramos uma boa taxa disponível no mercado. A grande vantagem é que além de esta modalidade ser isenta do imposto de renda é também garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Além de oferecer uma rentabilidade muito maior do que a poupança, outra vantagem é que a rentabilidade é diária. Isso significa que quanto mais tempo o seu dinheiro ficar aplicado sem ser movimentado, maior será sua rentabilidade. É a magia dos juros compostos.

CRI e CRA

Este tipo de investimento é bem semelhante a LCI e a LCA, a grande diferença é que aqui não há a proteção do FGC. Em contrapartida existe um lastro real, ou seja, aqui temos uma alienação fiduciária dos imóveis ou bens agrícolas para o qual o crédito foi destinado.

Uma vez que o risco em se investir em CRI e CRA é um pouco mais elevado, vale a máxima de que “quanto maior o risco, maior o retorno”. Pessoalmente, eu gosto de investir nestes títulos somente através de uma corretora de valores. Na listagem de investimentos da corretora é possível ver o rating de crédito de empresas especializadas nesta avaliações.

Debêntures Incentivadas

O último investimento totalmente isento de imposto de renda é a debênture incentivada ou os fundos de investimento que aplicam nestes títulos. Devido a uma complexidade maior este tipo de investimento normalmente não é oferecido ao investidor iniciante.

Porém é um investimento fantástico onde é possível conseguir as mais altas rentabilidades da renda fixa. O investimento em debêntures não é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito e também não tem necessariamente um lastro real (alguma alienação fiduciária). Este é um dos investimentos em renda fixa que tem o maior risco, e portanto o maior retorno.

O que estes investimentos têm em comum?

Dentro de uma gigantesca indústria de investimentos você deve estar se perguntando porque estes são os únicos investimentos isentos de imposto de renda. A resposta é muito simples, todos estes investimentos têm algo em comum.

Outros investimentos que são parcialmente isentos de imposto de renda é o investimento em ações e os Fundos de Investimento imobiliário. Assim como os investimentos que vimos agora a pouco o fator em comum destes investimentos é a sua importância para o crescimento nacional.

Isso mesmo. O motivo pelo qual estas opções de investimento é por que de alguma forma fomentam o desenvolvimento de áreas extremamente importantes para o crescimento do PIB e geração de empregos.

A finalidade da Caderneta de Poupança, LCI, CRI e Fundos Imobiliários é o desenvolvimento do mercado imobiliário, conhecido mundialmente como um dos maiores geradores de emprego.

A LCA e o CRA impulsionam o mercado agrícola, que é extremamente importante em um país continental como o nosso. As debêntures incentivadas são voltadas a financiar projetos de desenvolvimento, como a construção de estradas ou hidrelétricas por exemplo. E por fim, as ações tem os dividendos isentos pois auxiliam a financiar as grandes empresas que também são grandes geradoras de empregos.

Comparando LCI e Tesouro Direto

Após toda esta explicação ainda fica a dúvida de qual é mais vantajoso, LCI ou Tesouro Direto? Apesar da isenção de imposto de renda, estes investimentos realmente são mais rentáveis?

Para responder esta pergunta fiz uma simulação como você pode ver no quadro abaixo.

Procurando ser o mais justo possível, fiz a simulação em 12 meses, 24 meses e 36 meses (prazo máximo da LCI). Veja o resultado abaixo:

Poupança x LCI x Tesouro Direto
Poupança x LCI x Tesouro Direto

E no longo prazo?

Eu escrevi um artigo completo falando sobre qual o melhor investimento de renda fixa no longo prazo. Mas vou relatar a conclusão de forma breve.

No longo prazo o Tesouro Direto ou as debêntures são mais atrativos. O motivo é simples, como o seu vencimento é mais longo eles podem se beneficiar dos juros compostos.

No caso da LCI ou LCA por exemplo, após decorridos os três anos do investimento será necessário resgatar o investimento e reinvestir. Nesta situação temos dois riscos. O primeiro é da mudança de regras (comum no Brasil) e ocorrer a retirada da isenção de imposto de renda, e a segunda é que a economia em nosso país não é muito previsível. Isso significa que é impossível saber quais as taxas estarão disponíveis no mercado.

Apenas para fim de entendimento, coloquei aqui abaixo uma cálculo simples de Excel para demonstrar o efeito dos juros compostos (juros sobre juros) quando o investimento não é resgatado.

Capitalização Simples x Capitalização Composta
Capitalização Simples x Capitalização Composta

Eu realmente espero ter ajudado a todos a decidirem se o LCI ou Tesouro Direto é mais vantajoso. Se você possui alguma dúvida sobre este assunto ou sugestão de outro tópico pode deixar nos comentários abaixo ou mandar para meu e-mail

Eu tenho um sonho que é levar a educação financeira a todos os brasileiros para que todos tenham uma condição de vida digna. Me ajude a realizar este sonho compartilhando este material com o maior número de pessoas possíveis.

Um grande abraço e sucesso a todos.
Kléber H.’. Stumpf

 

Deixe seu comentário.

sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Simple Share Buttons

Receba um E-BOOK EXCLUSIVO com 9 passos para alcançar o SUCESSO FINANCEIRO!

x