Destaque

Qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo

  • 5 minutos
  • 37
  • sem comentários.

6 meses atrás

POR: Kleber Stumpf

Qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo?

Hoje recebi esta dúvida de um leitor aqui do site perguntando se o Tesouro IPCA para 2035 é a melhor opção de investimento de renda fixa, como foco em longo prazo principalmente para a aposentadoria. Decidi então escrever um artigo respondendo Qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo. A resposta é o padrão de qualquer consultor financeiro sério é DEPENDE. Mas calma, vamos chegar juntos a resposta.

Qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo
Qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo

A resposta mais séria para toda pergunta sobre qual o melhor investimento é depende por que em nosso mercado financeiro existe uma infinidade de produtos em renda fixa… quando falamos de renda variável o leque de ofertas é ainda maior.

Para saber qual o “melhor investimento” para qualquer objetivo é necessário ter mais informações. Isso porque, cada produto de investimento, pode ser melhor para um objetivo em específico.
Como a pergunta do amigo leitor refere-se ao Tesouro IPCA 2035 (NTNB Principal) como qual a melhor opção de renda fixa para o longo prazo, vamos levar como base uma rentabilidade real (acima da inflação) de 5,65% para fazermos uma análise.

Aplicando hoje (14/06/2017) o valor de R$ 100.000,00 na data do resgate do título em 15/05/2035 o valor acumulado seria de R$ 266.659,42. Neste período o capital teria crescido 266,65%. Mas atenção, este é o valor bruto, temos alguns descontos a realizar.

Custo para comprar Tesouro Direto

A compra de qualquer título do Tesouro Direto precisa ser realizada através de uma corretora de valores (saiba mais sobre elas aqui). Muito cuidado aqui, alguns investidores leigos no assunto acabam comprando os títulos através do banco do qual são correntistas, porém o seu banco também possui uma corretora de valores. E as corretoras dos bancos são as mais caras devido a facilidade que oferecem.

Com a grande popularização do tesouro direto já não é difícil encontrar uma boa variedade de corretoras que não cobrem qualquer tarifa por este investimento. Caso o investidor opte por deixar o título em custódia em uma corretora de valores que ofereça este serviço isento de quaisquer taxas de cobrança, ainda existe o valor da custódia do título cobrado pela B3 (a nova bolsa de valores do Brasil) que ficaria no valor de R$ 9.853,09.

Tributação no Tesouro Direto

Tabela Regressiva IR
Tabela Regressiva IR

Como a grande maioria dos investimentos em renda fixa (salvo algumas exceções) o tesouro direto é tributado de acordo com a tabela regressiva de imposto de renda (veja a tabela ao lado). O imposto de renda sobre o seu investimento começa em 22,50% com investimentos de até seis meses, caindo para 15% para investimentos a partir de 2 anos. Como estamos falando sobre longo prazo, não cabe aqui falarmos sobre o IOF.

Rentabilidade Líquida do Investimento

Após o desconto de todos os impostos e taxas o valor líquido a ser resgatado seria de 4,85% a.a. Para comparações, vamos supor que o prazo do investimento seja de aproximadamente 18 anos.

Em um prazo tão longo, muita coisa pode acontecer na economia. Só para relembrar, o próprio plano real tem pouco mais de 20 anos.

Esta informação é muito importante para saber qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo. É sempre importante lembrar que os investimentos não devem ser concentrados em um único tipo de aplicação. Sempre vale a regra de não colocar todos os ovos em uma mesma cesta.

A diversificação é tão importante que pode ser realizada no próprio programa do tesouro direto, uma vez que são oferecidos títulos com diferentes remunerações. Veja abaixo os títulos disponíveis:

  • Tesouro Selic (LFT): Título pós fixado com a remuneração indexada a taxa SELIC que é a taxa básica de juros da economia. Este é o investimento mais conservador que encontramos no Brasil pois possui o menor risco.
    •    Tesouro IPCA + e Tesouro IPCA + Juros Semestrais: Esta modalidade de aplicação no tesouro é super interessante pois oferece rentabilidade real e também é pós fixada, ou seja, acima da inflação. Mas é importante lembrar que essa remuneração pode minguar em tempos de baixa inflação como agora, onde o acumulado dos últimos 12 meses é de apenas 3,59%;
    •   Tesouro Pré-Fixado: Esta é a única modalidade de investimento no tesouro que o investidor já sabe o valor que irá receber no ato da aplicação. Hoje encontramos ofertas de tesouro pré-fixado pagando 10,63% a.a.

Comparando o Tesouro no Longo Prazo

Utilizando o próprio simulador do tesouro direto fiz uma simulação entre o resultado que seria obtido após 18 anos de investimento, caso as condições econômicas se mantenham idênticas. Para isso, coloquei como base de inflação para o tesouro IPCA do acumulados dos últimos 12 meses.

Comparativo Títulos do Tesouro
Comparativo Títulos do Tesouro

Importante lembrar que estas condições devem variar muito em quase duas décadas. Por isso é tão grande a importância da diversificação e não tanto em descobrir qual a melhor opção de renda fixa para o Longo Prazo.

Outras Opções de Investimento

Quando tratamos de prazos tão longos outros produtos podem se tornar muito atraentes. Uma opção que deve ser considerada são os planos de VGBL e PGBL.

Apesar destes planos apresentarem taxa de administração e algumas vezes outras taxas como carregamento e resgate estes planos são super interessantes quando o objetivo é realmente a aposentadoria.

Nestes planos de previdência privada além de optar por PGBL e VGBL para obter uma restituição no imposto de renda na sua declaração anual, existe a opção de como será tributado seu investimento. Esta tributação pode ser progressiva ou regressiva.

Tributação-PGBL-e-VGBL
Tributação-PGBL-e-VGBL

No quadro comparativo ao lado você pode perceber que optando pela tabela regressiva depois de 10 anos a tributação cai para apenas 10%. É a menor alíquota de IR em toda indústria de investimentos nacional.

Fazendo uma comparação simples da opção pelo tesouro direto pré-fixado em 10% a.a. com um plano de previdência privada também em 10% a.a. a diferença é bem significativa devido a tributação do investimento. Optando pelo plano de previdência sua rentabilidade seria de R$ 37.190,88 maior no plano de previdência com tributação regressiva.

Existem ainda outras opções de investimento em renda fixa como Debêntures Incentivadas (isenta de imposto de renda) que oferecem rentabilidades ligeiramente maior do que os títulos do tesouro.

Outra diversificação atrativa é o investimento no CDB de bancos de médio porte que chegam a pagar 120% do CDI.

Para finalizar, aqui vão duas grandes dicas para você planejar sua aposentadoria da melhor forma possível. A dica número 1 é adquirir o livro de alocação de ativos do Henrique Carvalho que trata sobre como criar uma carteira de investimentos para sua aposentadoria.

Caso você não faça o tipo de autodidata, o pulo do gato é realmente contar com um consultor financeiro independente. Este é o único profissional que irá lhe apresentar opções de investimento seguras e diversificadas de acordo com o seu perfil. E o mais importante, sem sofrer a influência da instituição financeira que está mais preocupada em vender seus produtos.

Caso o conteúdo não tenha ficado claro, fique a vontade para deixar sua dúvida nos comentários ou mandar para meu e-mail e irei responder o mais breve possível.

Eu tenho um sonho que é levar a educação financeira a todos os brasileiros para que todos tenham uma condição de vida digna. Me ajude a realizar este sonho compartilhando este material com o maior número de pessoas possíveis.

Um grande abraço e sucesso a todos.
Kléber H.’. Stumpf

 

Deixe seu comentário.

sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Simple Share Buttons

Receba um E-BOOK EXCLUSIVO com 9 passos para alcançar o SUCESSO FINANCEIRO!

x