Home Finanças e Investimentos Devo sacar o FGTS?

Devo sacar o FGTS?

192
0
Compartilhar
sacar o FGTS
sacar o FGTS

Devo sacar o FGTS?

No mundo econômico, temos dois grandes assuntos atualmente. O primeiro é a pergunta sacar o FGTS? E a segunda sobre as reformas da previdência. E agora? O que irá acontecer com a minha aposentadoria?

No final do ano passado, o governo federal preparou varias medidas para estimular a economia. Uma delas era liberar o saldo do FGTS das contas inativas.

Muita gerente pensa que o saldo liberou para todos, mas não é bem assim. As contas inativas são aquelas em que não existe mais movimentação.

Ou seja, é a conta que costumava cair os pagamentos do FGTS mês a mês, porem, quando o funcionário veio a sair da empresa, acabou ficando sem movimento. Mas com o andar da carruagem, fica a pergunta: “Devo sacar o FGTS da minha conta inativa?”

Posso ter mais de uma conta do FGTS?

Sim! É bem possível ter mais de uma conta do FGTS! E é ai que você precisa ficar ligado. Se por acaso você já assinou com carteira assinada em três empresas, mas nunca sacou o FGTS, é bem provável que você tenha saldo nas contas.

Isso acontece, porque, para cada empresa que você já trabalho existe uma conta. Então pode acontecer que um mesmo cidadão tenha mais do que uma conta, basta ter trabalhado para mais de uma empresa.

De acordo como governo, o saque vai ser liberado para todas as contas que estão inativas. Por isso nosso objetivo neste artigo é responder a pergunta “Devo sacar meu FGTS”.

Estou trabalhando com carteira assinada, mas tenho saldo em outras contas. Posso sacar o FGTS?

Pode sim! Só não tem direito aos valores que estão dentro da conta ativa. Já as contas inativas podem ser sacadas.

Essa iniciativa do governo federal tem por intuito aquecer a economia brasileira, e porque não, amenizar a situações dos brasileiros que se encontram em situação de inadimplência.

Como conferir se tenho alguma conta inativa e o saldo desta conta?

Através do site da Caixa Econômica Federal, você pode ir até consulta saldo do FGTS. Cadastrando uma senha, e com o numero do seu PIS, você poderá fazer todas as consulta necessárias.

Lembrando que o saque só estará disponível para contas inativas. O saldo de conta que está recebendo depósitos mensais, não entra nesse critério.

sacar o FGTS
sacar o FGTS

Quando o valor das contas inativas do FGTS estará disponível para saque?

De acordo com a Caixa Econômica, ainda no mês de fevereiro teremos novidades com relação ao calendário dos saques.

Mas, já houve pronunciamento do ministro do planejamento, comentando que os valores poderão ser sacados entre período de março até julho de 2017.

Porem, ainda não contamos com o cronograma exato para o saque. Provavelmente, será relacionado à data de nascimento do cidadão. Mas fique ligado em nosso site! Estaremos monitorando novidades relacionadas ao saque do FGTS!

Fazendo cadastro no site da Caixa Econômica Federal, você poderá acompanhar as novidades relacionadas à liberação do FGTS.

Sem esquecer, que indicando um telefone celular no cadastro o cidadão poderá receber noticias via SMS. Super simples não é mesmo?

Vale a pena sacar o FGTS ? É vantajoso?

Algumas pessoas podem se perguntar se realmente é necessário sacar o dinheiro que estará liberado. Vamos ver alguns pontos, e assim definir se é necessário sacar os valores.

Rendimento

De longe o FGTS é uma das piores maneiras de se aplicar o dinheiro. Se você por acaso acha que o valor depositado em sua conta no FGTS está sendo remunerado, e protegido, contando com uma atualização monetária interessante, infelizmente, você está errado.

O FGTS teve um rendimento apurado, ano passado, abaixo da poupança (que já é pequeno), e menor que o IPCA. Ou seja, quem estava com o valor do FGTS perdeu pode de compra. Quanto mais tempo seu dinheiro fica na conta do FGTS menor será o valor real do seu dinheiro.

Isso se caracteriza pelo simples fato de que o IPCA (indicador oficial de inflação) teve um aumento, de aproximadamente 6,5%, em quanto o rendimento apurado pelo FGTS ficou próximo dos 5%.

A poupança, ainda conseguiu entregar rendimento superior ao IPCA trazendo um ganho real aos investidores, algo perto dos 8% no ano. Bem maior que o FGTS. Pode parecer pouco mas é um rendimento 34% maior. Imagine a diferença em 10 anos!

Sendo assim, seria muito mais interessante, ter colocado o dinheiro na poupança que na conta do FGTS. Não estou nem comparando o fundo de garantia com os titulos do tesouro, ou quem sabe aquele CDB oferecido por grandes bancos (que também não conta com o melhor rendimento, mas é mais pratico de investir).

Tudo isso, só para demonstrar que existem aplicações de fácil acesso, são muito melhores do que o FGTS.

Resumindo, não há duvidas que se você possui valores em contas inativas, o melhor a fazer é sacar, e colocar, ao menos, na poupança.

Quando haverá outra oportunidade?

Outra coisa, muito importante, e que as pessoas não comentam, quando existira outra oportunidade de sacar o FGTS?

Lembre-se, você só pode sacar o saldo do FGTS quando é demitido sem justa causa. Então, caso você não retire o valor do fundo de garantia, e depois de um tempo, planeje sair de sua empresa, você não poderá sacar o valor do FGTS.

Então, mesmo que você não necessite dessa quantia agora, é melhor retirar ela, uma vez que mais tarde você pode acabar vindo a precisar.

Invista esse valor, mesmo que seja na poupança, porem ele estará ali, com liquidez, e pronto para ser utilizado em caso de necessidade.

Montar uma reserva

Mesmo para aqueles que não tenham dividas, ou que não tenham algum planejamento que precise de dinheiro, é sugerível que saquem o valor.

Faça o resgate, e monte uma reserva para inconvenientes que possam vir a acontecer. Muitas pessoas acabam se endividando, devido à falta de reserva.

Vivendo com o valor que ganham, dia a dia, e de repente, algo acontece, algo que precisa de uma quantia maior, uma emergência.

Dessa forma, as pessoas acabam não conseguindo honrar com outros compromissos, e assim, acabam se endividando.

Qual é o investimento mais prático, simples, e com bom rendimento que posso aplicar?

Vou indicar, sem nenhuma duvida o Tesouro Direto, mais precisamente o Tesouro IPCA. Este é um título que lhe garante um rendimento real. Ou seja, uma taxa de juros além da inflação.

A liquidez dos papeis do tesouro é algo muito interessante, em questão de dois dias, a quantia já estará em sua conta. A única coisa que você precisa para investir neste tipo de produto, é um simples cadastro no site do tesouro direto e abrir a conta em uma corretora de valores (a maioria não cobra nenhum tipo de tarifa).

Na realidade, tudo vai depender da agilidade do processo da sua corretora, mas na grande maioria das vezes, em dois dias úteis a quantia estará disponível.

Quem garante os papéis do Tesouro?

Todos os papéis oferecidos pelo Tesouro Direto são garantidos pelo Tesouro Nacional. Ou seja, a garantia é melhor do que a do FGC, por exemplo uma vez que a garantia é o próprio governo federal.

Não gosto do tesouro, quais outras opções eu tenho?

Nesse caso, indico o CDB que os grandes bancos oferecem. Geralmente eles são com rendimento progressivo, ou seja, quanto maior o valor aplicado maior o % do rendimento.

Os CDBs são opções interessantes de investimento por que oferecem rentabilidade acima da poupança além de contarem com a mesma garantia da poupança, que é o FGC – Fundo Garantidor de Crédito.

Também são oferecidos CDBs que aumentam a rentabilidade de acordo com o tempo que você deixa o valor investidor.

Exemplo; temos uma aplicação de mil reais, e nos primeiros seis meses esse valor vai ter um rendimento de 78% do DI.

Após seis meses, o rendimento passa para 82% do DI, e assim por diante. O investidor poderá sacar o valor a qualquer hora.

Fazendo o resgate, a quantia solicitada já estará na conta, pronta para ser utilizada, não demorando mais do que alguns minutos.

A garantia fica a cargo do FGC, se bem, que os grandes bancos, possuem certa segurança pois possuem alta liquidez e recursos de sobra. Enfim, acredito que não vamos ver tão cedo um dos nossos bancos passando por dificuldades financeiras.

Quando falo em grandes bancos, estou-me referendo ao Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Santander.

Sem esquecer, que tanto o tesouro direto, quanto o CDB possuem retenção de IR na fonte, na hora do resgate. Começando por 22,5% até 15%. Estes rendimentos são tributados pelo que chamamos de tabela regressiva de Imposto de Renda.

Resumindo

  • Primeira coisa que o leitor precisa fazer é ir até o site da Caixa, fazer o cadastro, se não tiver, e consultar seu FGTS;
  • Tendo contas que estão inativas, você terá a oportunidade de logo-logo, sacar os valores;
  • Então é só decidir, o que fazer com a quantia que poderá ser resgatada;

Acredito que com os pontos aqui apresentado você chegou a conclusão que o melhor negócio a se fazer é sacar o FGTS não é mesmo?

Nos próximos artigos estaremos, falando sobre alternativas de como utilizar o FGTS. Não deixe de se inscrever em nossa newsletter abaixo e ficar por dentro das novidades!

E então, você vai sacar o FGTS ? Qualquer dúvida você pode ficar a vontade e deixar nos comentários abaixo. Ah, e não esqueça de compartilhar este artigo para ajudar as pessoas a tomarem a atitude correta com suas contas inativas de FGTS.

Deixar uma resposta

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.